quinta-feira, 29 de outubro de 2009

Candeias Bahia, Foi Onde Tudo Começou...


Foi aqui que tudo começou, em Candeias Bahia, terra conhecida como terra do Petróleo, pois, foi aqui onde jorrou o ouro negro pra valer, e venho dá início a uma nova era no município, que antes era subúrbio de Salvador e em 1958 passou a ser região metropolitana, cidade independente, pelo nível de crescimento que estava acontecendo por causa do Petróleo, o qual fez Candeias um lugar se grande importância econômica.
Num dos desfiles de escola de samba do Rio, na escola de samba Mangueira o cantor padeirinho cantou uma de suas músicas em homenagem a Candeias que diz assim:
Candeias, a cidade petroleira
Trabalha para o progresso fabril
Orgulho da indústria Brasileira
Na história do petróleo do Brasiil".

A Descoberta do Petróleo

A Descoberta do petróleo no Brasil iniciou-se no ano de 1939, em Salvador, estado da Bahia, num subúrbio chamado Lobato, onde os moradores usavam uma lama preta como combustível para ascender as suas lamparinas, e com algum tempo depois, chegando ao conhecimento de algumas autoridades sobre o tal combustível, desceram imediatamente para conferir de perto e colhendo uma pequena quantidade da lama para análise, chegaram à conclusão de que a tal lama preta usada pelos moradores do Lobato era o ouro negro, o petróleo, e com essa confirmação houve um grande alvoroço da parte das autoridades brasileiras, e muita ânsia da parte deles, tomaram as devidas providências, a perfuração do poço para a extração do petróleo em terras Brasileiras, mas o que parecia realidade não passou de uma miragem, ou seja, foi pura ilusão porque quando a sonda começou a extrair a matéria-prima, aproveitando ainda alguns barris, o poço secou-se e o que parecia ser uma luz para o Brasil, apagou-se em questão tempos, perfuraram ainda poços em outros lugares, mas nenhum deles teve êxito.
Dois anos depois, , no dia 29 de junho de 1941, a cena repetiu-se mais uma vez, só que dessa vez não foi mais no Lobato, mas em outro distrito bem afastado da capital, há 40 km, um distrito chamado Candeias, na fazenda do coronel José Barbosa Ferreira, fazenda São Paulinho, então, a mesma sonda que perfurou o poço do Lobato, descia para Candeias e quando começaram a perfurar o lugar Jorrou o ouro negro em terras Brasileiras mais uma vez, só que dessa vez não é miragem, e sim, a pura realidade, nascendo assim o poço C-1, na cidade de Candeias, primeiro produtor comercial de petróleo do Brasil, sendo iniciadas as obras de perfuração do poço no dia 2 de Abril do mesmo ano, mas a perfuração só ocorreu 3 meses depois, em 30 de junho, com a profundidade inicial de 1.174,44 metros, e chegando ao fim de sua perfuração em 31 de Dezembro do mesmo ano.
No ano seguinte, o poço produzia 75 barris de óleo por dia, produzindo também o gás até Março de 1966, quando foi fechado, assim a Petrobrás erigiu ao lado dele, um monumento em comemoração ao seu jubileu de prata e em homenagem aos primeiros petroleiros. No monumento estava insculpida a seguinte frase: “Este marco foi erigido em comemoração ao jubileu de prata do poço C-1 Ba., Primeiro produtor comercial de petróleo em território brasileiro. Candeias, 10-12-65”.
Depois do poço C-1, novos poços de petróleo e água foram descobertos no campo de Candeias, e a cidade crescia com o petróleo, assim, houve a necessidade de se construir uma refinaria de petróleo, de preferência, próximo a Candeias, de onde flui a matéria-prima, para facilitar melhor a passagem do petróleo pelos dutos, o mínimo de kilômetros possível, assim, nos anos de 1950 começaram a erguer o começo de uma boa obra, a 6 km de Candeias, com mão de obra de pescadores, marisqueiros, trabalhadores rurais e povos de regiões e estados vizinhos, nasce a Refinaria Landulpho Alves, em área de São Francisco do Conde, cidade vizinha de Candeias, uma das mais belas obras de arte aqui da Bahia, à beira mar, em lugar da fazenda e do rio Mataripe, onde hoje muitos Brasileiros sentem o orgulho de ter construído a primeira refinaria do Brasil. As obras de terra planagem e de engenharia foram iniciadas em 1947. Cerca de 1.700 pessoas trabalharam duro, dia e noite, para a edificação da refinaria. A formação tecnológica dos responsáveis pelo empreendimento veio dos Estados Unidos. Assim, nos primeiros anos de existência da refinaria, a mesma era chamada de Refinaria Nacional do Petróleo, e somente em 1957 passou a se chamar RLAM, em homenagem ao Sr. Landulpho Alves; Foi conhecida a firme postura com que Landulpho Alves defendeu no Congresso Nacional a solução estatal para o petróleo brasileiro. Da tribuna do Senado, para o qual foi eleito, após o termino de sua gestão como interventor no governo a Bahia, esse eminente Baiano resume num discurso a posição que se tornou vitoriosa e que se concretizou com a fundação da Petrobrás. Esta foi à razão para, uma vez anexada a Refinaria ao patrimônio da Petrobrás, mudar-se o seu nome de Refinaria Nacional de Petróleo S/A, para Refinaria Landulpho Alves - Mataripe (RLAM).
Os trabalhadores eram oriundos também dos canaviais, dos engenhos e das atividades agrícolas e pesqueiras da região. Em 23 de Junho de 1952, o presidente Getúlio Vargas visitou o campo de Candeias e veio conferir de perto a mudança que aconteceria no Brasil inteiro com a descoberta do petróleo e veio com o objetivo da criação da Petrobrás, e todas as estratégias do presidente foram divulgadas por ele mesmo em uma de suas reuniões, e no ano seguinte à sua visita a Candeias, através da lei 2004, de 03 de Outubro de 1953, Getúlio Vargas criou a Petrobrás, assim os primeiros petroleiros existentes na cidade de Candeias não escondem o orgulho que sentem em ter ajudado a construir a maior empresa brasileira, que vem facilitando a vida de muita gente através de suas obras terceirizadas, de seus concursos e programas educativos.
Do núcleo das operações de refino, a RLAM evoluiu e ocupa hoje uma área de 6.400.000Metros quadrados, uma verdadeira cidade industrial. Quando a Refinaria entrou em operação em Setembro de 1950, além da parte industrial, com suas torres, linhas, bombas e retortas já estavam prontas, na própria área da Refinaria, uma vila para abrigar os primeiros trabalhadores, sem contar que tinha sido construído num dos barracos: açougue, farmácia e um barbeiro. Em poucos anos, Mataripe transformou-se de uma fazenda abandonada, símbolo da decadência da oligárquica e escravista cultura canavieira, em um local em um local onde a indústria brasileira receberia o seu mais significativo impulso de modernidade tecnológica e onde o povo escravizado no Brasil como os afros ganharia através de seus esforços condições dignas de trabalho.

16 comentários:

  1. Gilmar,meu nome é Dilermando Costa,trabalhei nas obras de ampliação entre 1958 e 1960 quando fui demitido por pedido próprio.Inicialmente morei num alojamento no morro,num quarto com mais 5 pessoas.Trabalhei na contabilidade de custos,e com as promoções fui morar num alojamento na cidade de Mataripe,conhecí Walter e Waldir Serrão que eram de lá.Junto a Mataripe existia um local chamado Niterói,onde residia alguns colegas,inclusive um a quem eu chamava de tio,chamado Anísio Lemos pois se parecia muito com a minha vó paterna.Conhecí também várias pessoas em Candeias.Obrigado pela fotos.Matou as saudades daquela época.Hoje estou com 75 anos.Abraços.

    ResponderExcluir
  2. Amigo Dilermando, me sinto até emocionado com seu post aqui no meu blog, só de saber que vc trabalhou na RLAM nessa época, nossa! me sinto muito feliz amigo, que legal, é pra matar saudades mesmo, rsrs, queria muito ter participado tb mas nessa época eu ainda nem era nascido tenho apenas 33 anos, mas era como se eu já existia pq eu amo se falar de assunto de refinarias e petróleo, ainda mais morando perto da RLAM tenho mais do que dever de saber sua história. Um abraço amigo, volte sempre.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gilmar
      Tudo Bem? Sou Marco de Londres e gostaria de saber se vc sabe de alguns alemaes q trabalha ram na obra da Rlam em meados dos Anos 60? Se puder me ajudar achando alguns nomes. Abraco
      Marcoleites@hotmail.com

      Excluir
  3. Oi Gilmar , visto que vc conhece bem essa refinaria , gostaria de saber se vc conhece tbem empreiteiras que estejam precisando de profissional na érea de solda, pois sou técnico em solda e operador de arco submerso e estou procurando uma oportunidade de emprego, para dar continuidade a minha qualificaçao.
    qualquer coisa pode deixar um recado que entrarei sempre para ver , ok? Att Joelcio

    ResponderExcluir
  4. oi me chamo jaiane habito na cidade de candeias queria muito uma oportunidade na rlam tenho cursos de auxiliar de tec de segurança do trabalho recpcionista ou ate serviços gerais pois preciso de uma oportunidade p mostra meu trabalho.jaiane.santos2010@hotmail.com

    ResponderExcluir
  5. Olá, bom dia
    Meu nome é Joziane,
    estou terminando neste mês meu
    curso de inspeção de solda.
    Bem, gostaria de saber se nesta conceituada empresa RLAM, posso conseguir um estagio, fico muito grata por uma resposta.

    ResponderExcluir
  6. Uanderson Evilasio Melo de Souza



    Endereço:Rua Presidente Janio Quadro- 114E

    Bairro:Jardim Nova Esperança

    Data de Nascimento:24/01/1983

    Telefone: (**71) 3497-7678

    E-mail:Uanderson5000petleo15@hotmail.com



    Objetivo:

    :Desejo trabalhar na área de sondagem ( Perfuração de poços de petróleo) e por em pratica meus conhecimentos e habilidade.



    Escolaridade:

    Ensino médio (Completo).



    Experiência Profissional:

    Empresa: KR Industria e Comércio LTDA.

    Função: Ajudante de Produção

    Periodo: 01/08/2010 a 17/01/2011

    Empresa: START Sistema e tecnologia em recursos terceirizáveis LTDA.

    Função: Auxiliar de Serviços Gerais (limpeza da área,ajudava os operadores de produção na área e os mecânicos).

    Período: 08/08/2007 a 28/01/2008

    Empresa: PRH Global mão de obra temporária LTDA.

    Função: Servente (Limpeza da área, ajudava os pedreiros e os armadores).

    Período: 1 mês

    Empresa: TRI HAIR Industria de cosméticos LTDA.

    Função: Auxiliar de produção

    Período: 25/03/2004 a 06/07/2004



    Cursos:

    Informática básica

    Entidade: Pró-futuro Informática – Escola de computação

    Matérias: MS-DOS, Windows 95, Word 7.0,Excel 7.0

    Carga horária: 66 horas

    Período: 02/12/1998 a 19/02/1999

    Tornearia e Fresagem Nível 1

    Entidade: Senai-Cimatec- Serviço nacional de aprendizagem industrial

    Matéria: Matemática, desenhos técnicos, metrologia , materiais de construção mecânica

    Carga horária: 116 horas

    Período:16/08/2004 a 24/09/2004

    Perfuração de petróleo e gás

    Entidade: Seapetro( Escola brasileira de petróleo)

    Conteúdos: Geologia geral e do petróleo, tipos de sondas e plataformas,tipos de poços, sistemas de sondas, coluna de perfuração,operações rotineiras, operações especiais, revestimento e cimentação, noções básicas de segurança, inglês técnico,visita técnica, aula pratica na sonda ,tec.

    Carga horária: 120 horas

    CBASI: Curso básico de segurança industrial

    Conteúdo: CBASI aulas1,2 e 3

    CBASI Pratico

    ResponderExcluir
  7. Gilmar eu estou fazendo tecnologo em petroleo e gas na Universidade SMARCOS em Paulinia-SP, e tenho de fazer um trabalho sobre a RLAM e estou precisando saber quais as unidades e produção que estão instalada na RLAM se vc tiver como ajudar escreva para meu e-mail leandro@dep.fem.unicamp.br o mais breve possivel.
    Um abraço e ate mais.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A Refinaria não começou em Candeias, e não pertence a Candeias porque sempre estiveram em terras de São Franciso do Conde.

      Excluir
  8. Olá Gilmar, muito boa esse seu resumo sobre o petróleo em nosso estado. Sou professor de Petróleo e Gás em um curso aqui em salvador e levarei esse seu resumo para meus alunos. E com relação aos que querem uma oportunidade, tem uma empresa MCE ENGENHARIA que fica no Polo de Apoio de Camaçari, ela ficha principalmente soldadores e caldereiros mas pra levra pra fora do estado. Os primos, irmão de minha esposa todos estao trabalhando fora (um tempo lá outro aqui). Agora é bom que vcs vão de manhã cedo com curriculo. Fui lá uma vez e eles estavam fichando. Um abraço. dfilhoba@gmail.com

    ResponderExcluir
  9. Podem me informar que refinarias no brasil aceitam comprar petroleo bruto importado de outros paises?
    Meu email é eberthsidney@gmail.com

    ResponderExcluir
  10. desde de quando a rlam pertence a cidade de candeias?

    ResponderExcluir
  11. concernente à pessoa que relatou antes, eu não vi escrito no blog que a refinaria pertence a Candeias, leia com mais atenção amigo.

    ResponderExcluir
  12. ele
    fala como se tivesse a rlam pertence a candeias

    ResponderExcluir
  13. ola me chamo Fabio e ja trabalhei numa refinaria de ôleo de mamona como operador de refinaria a BOM BRASIL.gostaria de ter a oportunidade de voltar a trabalhar na ária se poder me ajudar fico agradecido. email:fabioramos_79@hotmail.com tel:(71)8813-5881 ou(71)9191-0413

    ResponderExcluir
  14. Foi neste lugar que meu se conheceram no início dos anos 1970. Moro em Salvador mas nunca estive aí. Gostaria de conhecer as origens da minha família também a partir desse lugar.

    ResponderExcluir